O que é Ressonância Magnética, para que serve e como funciona?

A ressonância magnética, ou RM, é um método de obter imagens muito detalhadas de órgãos e tecidos do corpo, sem a necessidade de utilizar raios-X ou radiação ionizante. Portanto, não existe nenhum efeito deletério para o organismo. A ressonância utiliza um poderoso campo magnético, ondas de radiofrequência e um computador para criar imagens que mostram se existe ou não uma lesão, doença ou outra condição anormal. Em geral, a RM cria imagens que podem mostrar diferenças entre os tecidos saudáveis e doentes. Os médicos solicitam o exame quando querem avaliar melhor o cérebro, a coluna vertebral e a medula espinhal, as articulações, o abdome, a região pélvica, a mama e outras partes do corpo.

Para o procedimento de ressonância magnética, o paciente é colocado no interior de um aparelho que possui uma forma circular grande e é aberto nas extremidades. Dentro desse aparelho existe um forte campo magnético que atua como um grande imã, alinhando partículas atômicas, os prótons de hidrogênio, que estão presentes na maioria dos tecidos do corpo. Em seguida, as ondas de radiofrequência emitidas pelo equipamento fazem com que esses prótons produzam sinais que são captados por um receptor e depois processados por um computador que os transforma em imagens, como “fatias” dos órgãos e tecidos, que podem ser vistas em qualquer orientação/plano.

O exame de ressonância magnética não causa dor. É normal o aparelho de RM fazer barulhos e ruídos durante o exame. No entanto, você receberá tampões ou fones de ouvido que ajudarão a minimizar esses ruídos. Você também será capaz de se comunicar com o técnico de ressonância, com a equipe de enfermagem ou com o médico radiologista através de um sistema de intercomunicação ou por outros meios.

Referências:

http://www.radiologyinfo.org/

Kubik-Huch RA, Gottstein-Aalame NM, Frenzel T, et al. Gadopentetate dimeglumine excretion into human breast milk during lactation. Radiology 2000;216(2):555–558.

Rofsky NM, Weinreb JC, Litt AW. Quantitative analysis of gadopentetate dimeglumine excreted in breast milk. J Magn Reson Imaging 1993;3(1):131–132.

ACR Committee on Drugs and Contrast Media. ACR Manual on Contrast Media: Version 9. American College of Radiol­ogy Web site. http://www.acr.org/~/media/ACR/Documents /PDF/QualitySafety/Resources/Contrast Manual/2013_Con­trast_Media.pdf. Published 2013. Accessed February 15, 2015.

 

Notícias

Horário para marcação de exames:

Seg. a Sex. das 7hs às 19hs
Sábados das 7hs às 12hs

(31) 3298-5500

Reclamações, sugestões e elogios ligue para nossa ouvidoria:

(31) 3235-5725